-------- PUBLICIDADE --------
22 de abril de 2021
Brasil

Câmara aprova texto-base de PL que torna escolas serviços essenciais

Foto Sudoeste Acontece

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (20) o texto-base do projeto de lei que proíbe a suspensão de aulas presenciais durante pandemias e calamidades públicas, exceto se houver critérios técnicos e científicos justificados pelo Poder Executivo quanto às condições sanitárias do estado ou município. Os parlamentares analisam agora destaques apresentados pelos partidos e que, se aprovados, podem mudar o texto.

O projeto de lei torna a educação infantil, os ensinos fundamental e médio e a educação superior serviços essenciais, que são aqueles que não podem ser interrompidos durante a pandemia.

O texto prevê ainda, como estratégia para o retorno às aulas, critérios como prioridade na vacinação de professores e funcionários de escolas públicas e privadas e a prevenção ao contágio de estudantes, profissionais e familiares pelo novo coronavírus. Esse retorno deverá ter ações pactuadas entre estados e municípios, com participação de órgãos de educação, saúde e assistência social.

O projeto define parâmetros de infraestrutura sanitária e disponibilização de equipamentos de higienização e proteção, incluindo máscaras, álcool em gel 70%, água e sabão, nos momentos de recreio, de alimentação e no transporte escolar.

“Apesar dos esforços das redes estaduais e municipais para a oferta do ensino remoto, os prejuízos à aprendizagem de crianças e adolescentes, notadamente os mais pobres e vulneráveis, têm sido imensos pela suspensão das aulas presenciais. E mesmo com a adoção do ensino remoto, há estudos realizados em diversos países sobre os efeitos da pandemia de covid-19 na educação que evidenciam perdas significativas de aprendizagem”, argumentou a deputada Joice Hasselman (PSL-SP), autora do substitutivo aprovado.

Parlamentares de diversos partidos de oposição obstruíram os trabalhos durante a votação por serem contra a volta durante a segunda onda de pandemia de covid-19. Na avaliação da deputada professora Rosa Neide (PT-MT), é necessário discutir o aumento de tecnologia e equipamentos para que professores e alunos possam recuperar o tempo perdido durante o período de aulas paralisadas.

“Estamos no ápice da pandemia. Temos mais de 360 mil mortos. Há milhares de profissionais da educação que já perderam a vida, mesmo com aula remota e fazendo algumas atividades presenciais”, afirmou a deputada Rosa Neide. “Queremos, sim, vacinas para todos e todas, queremos tecnologia para as escolas, queremos protocolo seguro, e não obrigar profissionais da educação a virem para a sala de aula para a morte, estudantes levarem o vírus para casa”.

Para a líder do PSOL, deputada Talíria Petrone (RJ), a discussão deve estar focada no estabelecimento de regras seguras para viabilizar o retorno às aulas. Segundo a parlamentar, outro projeto de lei estabelece “critérios epidemiológicos”, “que não colocam em risco nem alunos, nem famílias, nem profissionais de educação”.

“Nós queremos escolas abertas. Queria repetir aqui, queremos escolas abertas, porque entendemos que a escola é lugar fundamental para enfrentar as desigualdades de um país, para a alegria das crianças, para a saúde mental das crianças, para a alimentação das crianças, para compartilhar o cuidado com mães sobrecarregadas, mas não queremos isso a qualquer custo”, argumentou.


21 de abril de 2021
Educação

‘Só o professor não quer trabalhar na pandemia’, diz Ricardo Barros

O deputado federal Ricardo Barros (PP), líder do governo na Câmara dos Deputados, criticou na última terça-feira (20), a classe de professores ao afirmar que os docentes “não querem trabalhar” e explicou que, neste momento, há uma votação no Congresso para transformar a educação em serviço essencial e reabrir todas as escolas mesmo com a pandemia da Covid-19.

“É absurdo a forma como estamos permitindo que os professores causem tantos danos às nossas crianças na continuidade da sua formação. O professor não que se modernizar, não quer se atualizar. Já passou no concurso, está esperando se aposentar, não quer aprender mais nada”, disse Barros em entrevista à CNN Brasil, de acordo com o UOL.

O parlamentar explicou que alguns estados já reabriram as escolas públicas e particulares, e os professores voltaram a dar às aulas, portanto, não tem motivação para todos docentes não voltarem a ministrar as disciplinas. “Infelizmente, o Brasil foi abduzido pelas corporações. Não tem nenhuma razão para o professor não dar aula. O profissional de saúde está indo trabalhar, o profissional do transporte está indo trabalhar, o profissional da segurança está indo trabalhar, o pessoal do comércio está indo trabalhar, só professor que não quer trabalhar”, afirmou destacando que o trabalho dos docentes nas escolas pode ter alguma restrição devido à covid-19, mas os educadores “precisam trabalhar”.

Segundo Barros, 20% da capacidade do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC), que permite a distribuição de internet, foram destinados ao setor público, no entanto, “não há demanda” porque as diretoras das escolas não pedem a conectividade por terem medo de perder o cargo para alguém que saiba mais sobre o uso da internet. “As escolas não pedem a conectividade, porque a diretora que está lá não entende de informática. Se ela pedir a conectividade, vai perder a direção para uma professora que tenha mais habilidade nessa área”, declarou o líder do governo na Câmara.


14 de abril de 2021
Bahia

Talita volta a cobrar retorno das aulas presenciais após Rui permitir eventos com até 50 pessoas

Em uma publicação feita nas redes sociais na última terça-feira (13), a deputada estadual Talita Oliveira (PSL) voltou a cobrar o governador Rui Costa (PT) pelo retorno das aulas presenciais no estado.

O tuíte foi feito pela parlamentar após o chefe do Executivo baiano permitir eventos com até 50 pessoas na Bahia. Talita interpretou o ato como uma “incoerência” por parte do Estado.

“Enquanto isso, as crianças são trancafiadas em suas casas, sem aulas presenciais há mais de um ano – e ainda são apontadas como responsáveis pela disseminação do vírus pelo governador do PT”, escreveu a deputada.


8 de abril de 2021
Bahia

Aluno de colégio estadual na Bahia obtém Nota 1000 na Redação do ENEM

O estudante Helder dos Santos Lima, 19 anos, do município baiano de Xique-Xique, está entre os 28 estudantes do país que conquistaram a nota 1000 na Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Esta é a terceira vez que ele alcança bom desempenho na redação, o que já contribuiu para o seu ingresso no curso de Direito na Universidade Federal de Goiás.

Filho da professora Juliana, da rede municipal, e do porteiro Nilton, Helder é só orgulho dos pais por todo apoio que sempre deram a ele para estudar. “Venho de uma família simples em que poucos tiveram acesso ao estudo, mas, mesmo assim, sempre fui estimulado a estudar para garantir o melhor no meu futuro”, conta.

Estou muito feliz e grato, principalmente aos meus pais, Juliana e Nilton, que sempre me deram incentivo para eu atingir esta conquista. Tive uma boa base no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Xique-Xique, onde conclui o Ensino Médio, e atribuo a minha conquista também ao meu permanente interesse pelo conhecimento”, revela.


6 de abril de 2021
Educação

Com sonho de ser médico, jovem de Feira de Santana tira 980 na redação do Enem estudando em casa sem energia elétrica

Dedicação, esforço, persistência e fé. Com essas quatro palavras, o jovem feirense Matheus de Araújo Moreira Silva define a sua jornada de estudos para conquistar a tão sonhada vaga em um curso de Medicina. Agora em 2021, o estudante de 25 anos realizou a prova do Enem 2020 e tirou 980 na redação, quase a nota máxima, que é de mil pontos na prova. No geral, ele fez 708 pontos.

Morador do bairro Viveiros, Matheus tem cinco irmãos e estudou toda a sua vida em escola pública. Em entrevista ao Acorda Cidade, ele contou um pouco da sua trajetória, que seguirá firme até ter em suas mãos o diploma de médico.

“Minha Jornada nos estudos começou em 2015. Eu estudava para fazer cursinho, estudava na biblioteca para medicina, porém com os entraves da vida acabei entrando em 2015 em enfermagem. Estudei dois anos e abandonei para tentar medicina, que era o meu sonho”, relatou.

Desde que abandonou o curso de enfermagem e tendo poucos recursos à sua frente, Matheus resolveu encarar o desafio de estudar para alcançar a nota desejada no Enem. Ele respondia a inúmeras questões de provas, e assim pegava os macetes.

“Estudava através de vídeo aulas no YouTube e algumas plataformas de estudo. Minha rotina de estudo era de domingo a domingo, sempre estudava, mesmo que fosse um pouco. De segunda a sexta, eu estudava das 6h às 17h e final de semana até às 14h. Estudava as questões do Enem”, afirmou.

Com a pandemia, veio também a insegurança, o medo, as bibliotecas fecharam e Matheus ficou sem ter onde estudar, já que em casa não conseguia se concentrar.

“Fiquei me perguntando onde iria estudar. Aí uma colega recebeu uma casa aqui no Viveiros, uma casa que não tem energia. Foi muito complicado me adaptar. Em casa tenho cinco irmãos, um que é especial, não tinha como estudar em casa. Acabei indo para essa casinha, que não tinha energia, apenas água. Peguei uma mesa e uma cadeira, assinei um pacote de internet e ficava lá estudando até 17 horas, porque escurecia e tinha que voltar para casa, mas de vez em quando eu ligava a lanterna e ficava até às 19h”, revelou Matheus ao Acorda Cidade.

Ao saber do resultado do exame este ano, o estudante de escola pública lembrou de todas as dificuldades que teve que enfrentar. O jovem ficou muito contente e grato a Deus ao ver o resultado de todo o seu esforço, materializado na nota do Enem.

“Eu pretendo cursar medicina e irei conseguir. No segundo semestre do ano, abrem as vagas para a estadual. Eu já analisei e vamos ver o que vai dar. Senti bastante dificuldade, porque sempre trabalhei para pagar os cursinhos, fazia cursinho público como o UPT [Universidade Para Todos]. Foi um longo período de estudo, de abdicação, de esforço e quando você vê seu esforço materializado em uma nota, que é o Enem, é muito gratificante. O estudo dá retorno”, comemorou.

Grupos de estudo

Além de toda a sua dedicação para passar no Enem, Matheus de Araújo também sempre teve o desejo de compartilhar o seu conhecimento com aqueles que, como ele, não tinham condições de pagar por aulas particulares ou não tinham acesso à internet.

“Uma das coisas que eu faço há dois anos e tem me ajudado bastante é dar reforço às pessoas aqui no bairro, a um preço bem simples. Tinha pessoas que não tinham condições financeiras e eu ministrava o conteúdo e ensinava assim mesmo, pois ensinando, eu estava reforçando o estudo e ajudando o colega que precisava. Eu dava reforço, mas devido ao covid-19 ficou muito complicado se adaptar, porque muitos não tinham internet boa e também não conseguiram fazer a migração do presencial para o EAD, então foi muito complicado. Fiz até um Instagram @negrescored, que é uma forma de divulgar. Eu fiz também um grupo de estudo no WhatsApp com as meninas aqui do bairro, porque eu vi que não tinham um poder aquisitivo de poder pagar um tutor de redação, e todas conseguiram tirar acima de 900, mas de um modo geral é dedicação, esforço e persistência e o maior de tudo Fé. Ter Fé que em algum momento tudo vai acontecer”, destacou o jovem.

Matheus revelou ainda algumas dicas de como os estudantes podem se dar bem na prova do Enem. Segundo ele, é preciso obedecer a alguns pilares, que farão toda diferença na apreensão dos conteúdos.

“As dicas que posso dar para o Enem são, se preparar, se organizar, fazer planejamentos, fazer muitas questões, porque o segredo está em fazer questões, ter uma rotina de estudo de 3 a 4 horas por dia, porque o Enem não é quantidade de estudo, é qualidade, é você fazer muita questão, assistir a vídeoaula, fazer resumo, revisar, mas sempre estar fazendo questões. As dicas são essas: estudar todo dia um pouquinho e acreditar nos seus sonhos, porque se você não acreditar no seu sonho, ninguém vai acreditar por você. Entregar na mão de Deus e fazer a sua parte, porque em algum momento você vai colher seus frutos. Além disso, tem a questão da disciplina, organização, ter metas semanais e fazer pequenos blocos de estudo de 30 a 50 minutos”, orientou.

Foco e Fé

O morador do bairro Viveiros elencou ainda as razões pelas quais sempre acreditou no estudo como a ferramenta que traria grandes mudanças em sua vida. Para ele, o conhecimento foi elemento que Deus colocou na vida para conseguir almejar coisas boas para ele e para a sua família.

“O estudo para mim é algo que eu vejo como a única forma que tenho para crescer na vida. Tem até uma frase que eu utilizo para minha: ‘a educação modifica vidas, assim como Jesus modifica o seu interior’. E para os jovens a dica, é que devem pôr na cabeça que ‘um sonho sem ação é apenas um pensamento’”, declarou.

Para Matheus, outra meta de vida é servir de inspiração para outros jovens, para que possam se espelhar com orgulho nesse jovem pobre, negro, de bairro periférico de Feira de Santana, mas que com muita garra e Fé, deixou para trás tudo aquilo que poderia se tornar um empecilho, a fim de prosseguir para o alvo, e a cada dia trilha, dando um passo de cada vez, o caminho para o sucesso profissional.

“O Viveiros é um bairro periférico, e a maioria dos jovens se envolve com drogas, bebidas, tráfico. Espero que esses jovens que não se envolvam, vejam que eu consegui e se espelhem. Vejam que o estudo é uma forma de saída dessa porta errônea”, completou.

Cade investiga tabelamento de preço de combustíveis
ECONOMIA

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) tem em andamento de 11 investigações de infrações à ordem econômica no mercado de combustíveis.

Boa parte dos processos diz respeito à atuação de sindicatos no sentido de “induzir uma conduta comercial por parte dos seus associados”, disse o presidente do Cade, Alexandre Barreto em audiência pública nesta terça-feira (6) na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

Segundo o Cade, desde 2013, foram julgados 28 processos sobre o assunto, que abrangeram 17 unidades da Federação. As multas aplicadas somam R$ 495 milhões em condenações por condutas diversas como formação de cartel entre postos de combustíveis; tabelamento de preços praticados por sindicatos; indução de conduta comercial uniforme, que ocorre quando sindicatos ou cooperativas indicam aos associados qual o preço a ser adotado.

De acordo com o conselho, no setor de combustíveis, a tendência de homogeneização de preços faz com que os valores praticados, pelo menos em uma mesma praça, sejam muito próximos.

“Uma coincidência de preços, um fenômeno que, em direito concorrencial, é conhecido como paralelismo de preços, não significa necessariamente que estamos tratando de um cartel, muito embora o mercado de revenda de combustíveis, principalmente, seja um mercado que, sim, de maneira regular, tem sido investigado pelo Cade. Nós temos diversos indícios de cartéis em investigações específicas que foram conduzidas pelo Cade”, explicou Barreto.


25 de março de 2021
Brumado

Brumado: Creches municipais disponibilizam vagas

Foto Sudoeste Acontece

A Secretaria Municipal de Educação informa que as Creches Municipais estão com disponibilidade de vagas para a matrícula de crianças de 08 meses a 3 anos e 11 meses, com data corte de 31 de março, estabelecida pelo MEC (veja quadro de vagas abaixo).

As atividades educativas estão ocorrendo de forma remota, na plataforma do Sistema de Gestão Escolar Bravo. Lá, os pais e/ou responsáveis encontram todas as orientações pedagógicas para acompanharem e desenvolverem com as crianças.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a creche não é um espaço exclusivo para brincadeiras ou, ainda, um depósito de crianças. O ambiente das creches é um dos responsáveis pelo desenvolvimento cognitivo, motor e afetivo das crianças.

Muitos pais ficam na dúvida sobre qual seria o momento ideal para matricular seus filhos na creche. Justamente, por pensarem que lá, as crianças apenas brincam. Porém, esse conceito é equivocado. As experiências, na fase inicial de suas vidas, influenciam, diretamente, no seu desenvolvimento.

As estratégias pedagógicas, utilizadas pelo cuidador, potencializam o aprendizado da criança, através dos estímulos que contribuem para formação cerebral dos pequenos e os torna pessoas aptas a lidar com os mais diversos obstáculos do cotidiano.


19 de março de 2021
Cidades

Guanambi: MPF denuncia 40 pessoas por fraudes de licitações do Transporte Escolar em 7 municípios

Foto Sudoeste Acontece

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou sete denúncias contra 40 pessoas envolvidas em fraudes em contratações municipais para transporte escolar no período 2013 e 2015, que somaram R$8.848.469,18 em recursos federais da Educação e da Saúde. As ações penais, ajuizadas entre 19 de fevereiro e 9 de março, incluem 19 agentes públicos (pregoeiros, secretários, membros de comissões de licitação e contratados pelos municípios), 14 particulares (empresários e o filho de um dos ex-prefeitos), além de sete ex-prefeitos das cidades de Ibiassucê, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Tanque Novo e Urandi – que integram a região atendida pela atuação da unidade do MPF em Guanambi.

Segundo as ações, os recursos, oriundos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate) e do Piso da Atenção Básica (PAB, repassados do Fundo Nacional de Saúde), foram aplicados em contratações fraudulentas, em sua maioria, voltadas ao transporte de alunos e professores da rede municipal de ensino; e, ainda, para transporte de merenda, pacientes, máquinas pesadas e de materiais como cascalho e água e para serviço de coleta de lixo. 

Com isso, os denunciados contribuíram para a precarização do serviço de transporte escolar, resultando, em certos casos, até mesmo na utilização dos veículos popularmente conhecidos como “pau-de-arara”, colocando em risco a vida e integridade física de dezenas de estudantes, entre eles, crianças e adolescentes. 


18 de março de 2021
Barreiras

Polícia Federal combate desvios de recursos públicos da Educação no oeste baiano

Foto: Divulgação

A Polícia Federal deflagra na manhã desta quinta-feira (18), a Operação Kindergarten, que visa à repressão de fraudes em licitações e o desvio de recursos públicos destinados à Educação repassados pela União ao município de Barreiras, no oeste baiano.

As investigações que deram origem à operação foram iniciadas no ano de 2020, com base em informações apresentadas pelo Ministério Público Federal, oriundas do Inquérito Civil nº 1.14.014.000102/2016-09, que indicavam a constituição e a contratação fraudulenta de um consórcio formado por empresas sem estrutura operacional, para a reforma de escolas municipais, por meio do Contrato nº 208/2017, firmado pela Prefeitura de Barreiras em decorrência de adesão a uma Ata de Registro de Preços vigente no município de Ilhéus.

Após atuação conjunta da Polícia Federal com o Ministério Público Federal, identificou-se a contratação de outras empresas do ramo de Engenharia, por meio de procedimentos licitatórios fraudulentos, com indícios de superfaturamento, para a elaboração de projetos executivos, reformas e construção de escolas.

Cerca de 80 policiais federais cumprem 16 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. As medidas ocorrem nos municípios baianos de Barreiras, São Desidério e Salvador, além de Belo Horizonte, Contagem e Divinópolis, em Minas Gerais.

O nome da operação, Kindergarten, cuja tradução para o português é Jardim de Infância, faz referência ao termo criado pelo alemão Friedrich Froebel (1782-1852), um dos primeiros educadores a se preocupar com a educação infantil.

Os responsáveis pelas condutas delitivas investigadas responderão pela prática dos crimes de fraude a licitação (art. 90 da Lei 8.666/93); falsidade ideológica (art. 299 do Código Penal); corrupção passiva (art. 317 do Código Penal); corrupção ativa (art. 333 do Código Penal); organização criminosa (art. 2º da Lei 12.850/13); crime de responsabilidade (art. 1º, inciso I do Decreto-Lei nº 201/67) e lavagem de dinheiro (art. 1º da Lei 9.613/98).


15 de março de 2021
Brumado

UniCesumar promove ação de rua com o Caminhão Truck em Brumado

Foto Sudoeste Acontece

A ação está acontecendo no centro comercial de Brumado e é uma ótima oportunidade para você se matricular ou transferir seu curso para a UniCesumar. Essa é primeira ação de rua com a participação do caminhão truck com promoções especiais. 

Foto Sudoeste Acontece

A UniCesumar oferece mais de 50 cursos de graduação e mais de 90 pós-graduação nas modalidades a distância-EAD. Você também pode entrar em contato através do (77) 99934-8556. 


12 de março de 2021
Bahia

Governo assina convênio com a Coelba para democratizar acesso à internet banda larga na Bahia

Foto Sudoeste Acontece

Um convênio, assinado entre o Governo do Estado, por meio das secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e de Infraestrutura (Seinfra), com a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) dará novo impulso à universalização da internet banda larga em território baiano. O acordo, publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (10), permitirá a interiorização da rede de fibra ótica a serviço da Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) utilizando a rede de transmissão elétrica, que oferece uma infraestrutura de postes para lançamentos de cabos.

Assim, a iniciativa possibilitará às escolas e universidades do estado da Bahia internet banda larga de alta velocidade, bem como a futura utilização da rede por provedores locais, fazendo com que a população também receba internet de melhor qualidade em suas residências.

Para a secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, essa é uma oportunidade para que a tecnologia possa chegar em lugares que ainda não foram alcançados. “Quando surgiu a internet, ela cumpria um papel diferente, mas com o passar dos anos, levar conexão de qualidade à população, inclusive com o nosso foco para universidades e escolas, se tornou essencial. A nossa luta por uma Bahia inteiramente conectada reflete mais um dos compromissos do governador Rui Costa com a sociedade”, afirmou, lembrando que o convênio firmado ajudará também na aceleração de projetos de conectividade que já estão sendo realizados nas cidades de Vitória da Conquista, Senhor do Bonfim, Guanambi, Itaberaba, Ilhéus e Itabuna, bem como cidades previstas para este ano (Irecê, Santo Antônio de Jesus, Barreiras e Juazeiro).

“Em um momento de pandemia, as aulas presenciais foram substituídas pelas remotas. A internet se torna uma das principais ferramentas de educação em todo o mundo. O convênio permitirá o acesso mais rápido aos conteúdos disponíveis para as redes de ensino sob a responsabilidade do Governo da Bahia. A parceria entre as secretarias estaduais de Infraestrutura e de Ciência, Tecnologia e Inovação junto com a Coelba e a RNP facilitará a chegada de internet banda larga nas instituições de ensino e pesquisa no interior baiano”, ressaltou o secretário de Infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti.

Atualmente, a RNP já executa programas ligados não somente à conexão de instituições de ensino superior, mas também de escolas (Educação Conectada) e outros programas que atingem as áreas de Cultura (Cinema em Rede), Medicina (Rede Universitária de Telemedicina), dentre outros, além de compartilhar infraestrutura com os provedores locais.

Para o diretor de Engenharia e Operações da RNP, Eduardo Grizendi, o acordo representa mais uma ação da organização em prol da inclusão digital no país. “Fazer parte deste convênio e ajudar a levar internet banda larga para o interior baiano só fortalece o papel da RNP de atender cada vez melhor as necessidades da nossa comunidade de ensino, pesquisa e inovação, com conexões de alta capacidade e serviços de comunicação e colaboração à distância, principalmente nesse período de enfrentamento à Covid-19”, declarou Simões.

A consolidação e expansão da Rede Integra Bahia é semelhante a um convênio firmado no estado de Pernambuco com a CELPE, também pertencente ao Grupo Neoenergia. “Essa é uma parceria estratégica, especialmente nesse momento em que a internet é de extrema necessidade para a educação com a rápida expansão das aulas remotas. A Coelba e a Neoenergia seguem alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, que colocam parcerias e meios de implementação em prol dos objetivos como metas globais a serem atingidas até 2030”, destacou o diretor presidente da Coelba, Luiz Antonio Ciarlini.