-------- PUBLICIDADE --------
8 de dezembro de 2020
Bahia

Iramaia: Guia turístico morre após sofrer queda em cachoeira

Foto Divulgação

O corpo de um homem, identificado como o guia turístico Reinan do Nascimento Lago, de 34 anos, foi resgatado nesta segunda-feira (7) na Cachoeira dos Andorinhas, no assentamento Boa Sorte, em Iramaia, na Chapada Diamantina.

O corpo foi localizado por uma equipe do 8º Grupamento de Bombeiros Militar (8º GBM/Jequié) preso, embaixo d’água, em uma galeria subterrânea da cachoeira. Reinan sofreu uma queda no local no domingo.

Depois de retirado, o corpo foi encaminhado para os cuidados de uma equipe da 93ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

Segundo o Corpo de Bombeiros, os órgãos competentes foram acionados para os procedimentos legais e periciais.


26 de agosto de 2020
Iramaia

Iramaia: Vice-prefeito é indenizado por não ter recebido salário em gestão de adversário

Foto: Reprodução

O vice-prefeito de Iramaia, na Chapada Diamantina, Waldemar Souza Ramos Neto, venceu uma ação na Justiça, referente ao período em que era vice do adversário do atual prefeito, em 2012. Em decisão desta quarta-feira (26), o Tribunal de Justiça da Bahia determinou uma indenização de R$ 5 mil referentes a danos morais.

Wa, como é conhecido, alegou que por perseguição política não teve os salários pagos no período de agosto a dezembro de 2016. O vice-prefeito tinha como previsão receber R$ 7,5 mil mensais.

Waldemar Ramos Neto já tinha sido beneficiado por uma decisão do ano passado que ordenou o pagamento de R$ 45.220,91, já em valor corrigido, em relação aos prejuízos citados.


18 de dezembro de 2019
Cidades

Iramaia: Contas do prefeito Antônio Carlos são reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios

Da Redação Sudoeste Acontece

Foto: Reprodução

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-BA), rejeitou na última terça-feira (17), as contas de 2018 do prefeito Antônio Carlos Silva Bastos, Tunga, de Iramaia.

Entre as principais irregularidades praticadas pelo gestor estão admissão irregular de pessoal temporário, com gastos de R$2.715.142,78, representando 19,25% da despesa com pessoal, em descumprimento ao art. 37 da Constituição Federal.

O conselheiro substituto Antônio Emanuel de Souza, relator do parecer, multou o prefeito Antônio Carlos Bastos em R$7 mil pelas irregularidades contidas no relatório técnico.