-------- PUBLICIDADE --------
22 de janeiro de 2021
Caetité

Caetité: Diabéticos estão sem receber insulina a mais de 20 dias

Foto Reprodução

A denuncia que pacientes que sofrem de diabetes estão a mais de 20 dias sem conseguir pegar o hormônio que é responsável em controlar os níveis de açúcar no sangue.

Com a falta da distribuição gratuita na farmácia básica municipal, pacientes estão procurando alternativas para suprir suas necessidades. Apesar de algumas farmácias particulares distribuírem insulina gratuita em Caetité, os estoques não estão sendo suficientes e munícipes estão sendo obrigados a comprar o hormônio em outros município.

Segundo o Radar 030, não existe realmente previsão para o fornecimento ser retomado e que a DIRES responsável pela distribuição de insulina estaria apresentando problemas nesse seguimento.

A falta da aplicação de insulina nestes pacientes podem acarretar sérios problemas, e até mesmo a morte. Os altos índices de açúcar podem levar a pessoa a desmaios, fraqueza e até quadros de coma.


22 de janeiro de 2021
Política

Dilma diz que não vai furar fila e recusa convite de Doria para ser imunizada

Foto Sudoeste Acontece

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) contou que recusou o convite do governador de São Paulo, João Doria, para ser vacinada. “É inaceitável ‘furar a fila’, que deve ser estritamente respeitada por todos os brasileiros”, disse a petista.

Dilma disse que seria vacinada no dia 25 de janeiro, mas recusou o convite por ética. “Agradeço, mas diante das circunstâncias tenho o dever de recusar a oferta, por razões éticas e de justiça”, disse a ex-presidente através de nota publicada em seu site.

A petista frisou que o Plano Nacional de Vacinação deve ser respeitado e não há doses disponíveis para que ela seja agora beneficiada. Ela relatou que o governador paulista a convidou para receber a dose da CoronaVac em Porto Alegre, onde vive.

No final de 2020, Dilma já tinha recusado ir para São Paulo ser imunizada junto com outros ex-presidentes. Contudo, segundo a Uol, teria dito na ocasião que aceitaria ser vacinada em Porto Alegre.

Ela acrescentou que os trabalhadores da área da saúde e os idosos que vivem em instituições de longa permanência precisam ser priorizados. “Aguardarei pacientemente a minha vez e quero adiantar que já estou com o braço estendido para receber a CoronaVac”, finalizou.


21 de janeiro de 2021
Saúde

Índia vai exportar vacina de Oxford para o Brasil nesta noite

Foto Reprodução

O governo da Índia liberou as exportações comerciais de vacinas contra Covid-19, com as primeiras remessas sendo enviadas para o Brasil e Marrocos na noite desta quinta-feira (21), disse o secretário de Relações Exteriores da Índia. A informação de que a autorização seria dada foi antecipada na quarta-feira (20) pelo colunista Igor Gadelha, em Brasília, e pelo jornalista Mathias Brotero, enviado especial da CNN à Índia.

As vacinas desenvolvidas pela farmacêutica britânica AstraZeneca e pela Universidade de Oxford estão sendo fabricadas no Serum Institute of India, o maior produtor mundial de vacinas, que recebeu pedidos de países de todo o mundo. Um incêndio atingiu o instituto nesta quinta-feira (21), mas não danificou o setor que produz as vacinas contra o coronavirus.

O governo indiano suspendeu a exportação de doses até iniciar seu próprio programa doméstico de imunização no fim de semana passado. No início desta semana, ela enviou suprimentos gratuitos para países vizinhos, incluindo Butão, Maldivas, Bangladesh e Nepal.

O ministro das Relações Exteriores, Harsh Vardhan Shringla, disse que o fornecimento comercial da vacina começaria na sexta-feira, de acordo com o compromisso do primeiro-ministro Narendra Modi de que as capacidades de produção da Índia seriam usadas por toda a humanidade para combater a pandemia.

“Seguindo essa visão, respondemos positivamente aos pedidos de fornecimento de vacinas manufaturadas indianas de países de todo o mundo, começando pelos nossos vizinhos”, disse ele, referindo-se ao fornecimento gratuito. “O fornecimento das quantidades comercialmente contratadas também começará a partir de amanhã, começando pelo Brasil e Marrocos, seguidos da África do Sul e Arábia Saudita”, acrescentou.

O Brasil, que tem o segundo maior número de mortes de Covid-19 depois dos Estados Unidos, tem instado a Índia a enviar a vacina AstraZeneca. Ela concordou em adquirir 2 milhões de doses de Serum e estava pronta para enviar um avião na semana passada para buscá-las.

Marrocos, África do Sul e Arábia Saudita também garantiram suprimentos da Serum, disseram as autoridades.


21 de janeiro de 2021
Bahia

Pfizer é acusada negar vacina para a Bahia após usar de ‘boa fé’ de voluntários

Foto: Dado Ruvic/Reuters

A farmacêutica norte-americana Pfizer, que desenvolveu um imunizante contra a Covid-19 em parceria com a empresa de biotecnologia BioNTech, foi acusada nesta quinta-feira (21) de “usar da boa fé” de voluntários baianos em estudos para desenvolver a vacina e não priorizar a Bahia na venda do produto.

Segundo o secretário estadual de Saúde, apesar de conversas oficiais e do apoio do governo do Estado nas pesquisas, por meio das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), a farmacêutica informou que não há mais estoque de vacina para vender.

“A Pfizer usou a boa fé de 1.500 voluntários baianos no desenvolvimento da sua vacina Covid-19 e agora recusa-se a vender vacina para a Bahia. Em 2020 reuniram-se oficialmente com o governador Rui Costa pra vender a vacina e a partir dali nos preparamos. Apoiamos o centro de pesquisas da OSID (Irmã Dulce), investimos na montagem de uma rede de ultracongeladores e, agora, nos informam que venderam tudo pra outros países”, disse Vilas-Boas.

Apesar das conversas oficiais e de o Estado apoiar e auxiliar na logística para viabilizar a aplicação de testes da Pfizer em voluntários baianos, quando a pesquisa começou na Bahia, em novembro do ano passado, não havia sido firmado um acordo para a adesão e comercialização de doses da vacina no país.

Após comprovada a eficácia e início de venda para outros países, a Pfizer chegou a dar um ultimato no Brasil para decidir se iria ou não encomendar doses da vacina. Em dezembro, a farmacêutica reforçou que o estoque com o imunizante estava cada vez menor.

Na ocasião, foram fechados acordos com mais de 30 países, tendo Estados Unidos, Reino Unido, Japão e União Europeia como principais compradores. Na América Latina, Chile e Peru também fecharam acordo com a empresa.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), por sua vez, só aprovou a vacina no Brasil em janeiro deste ano.


21 de janeiro de 2021
Cidades

Transparência: Conselho Municipal de Saúde acompanha aplicação das primeiras doses contra a Covid-19 em Guanambi

Foto Divulgação

A pedido da Secretária de Saúde, Dra. Roberta Gonçalves Mota, para propiciar muito mais transparência ao processo de vacinação das primeiras doses contra a Covid-19 em Guanambi, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Mário Júnior, está acompanhando todo o processo de imunização.

Desde a chegada do lote da vacina no Departamento de Vigilância Epidemiológica, a aplicação da primeira dose e nos profissionais de Saúde do PA Covid, no Lar dos Velhinhos, e demais etapas dentro da fase, o cumprimento dos critérios e exigências do Ministérios da Saúde e Sesab têm sido acompanhadas pelo representante da entidade.

“Tive um diálogo com o presidente do Conselho Municipal de Saúde e pedir o apoio dele no acompanhamento de todo o processo de imunização, para que possamos ter, o máximo possível, de transparência e legalidade na aplicação das doses, para que não se fuja dos critérios técnicos adotados”, afirma a secretária.

Guanambi recebeu apenas 1.325 doses da vacina Coronavac. Nesta primeira fase, estão sendo imunizados os trabalhadores da área de saúde da linha de frente contra a Covid-19, idosos com mais de 75 anos, e acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência, no caso específico de Guanambi, o Lar dos Velhinhos, que foi feito nesta terça-feira (19).


21 de janeiro de 2021
Cidades

Idosos do Lar dos Velhinhos de Guanambi recebem a primeira dose da vacina contra a Covid-19

Foto Divulgação

A Associação Benemérita de Caridade, Lar dos Velhinhos, recebeu a visita de 2 (duas) equipes de vacinação da Secretaria Municipal de Saúde que aplicaram 83 (oitenta e três) doses da vacina Coronavac, em idosos e funcionários da Instituição. A aplicação obedece a primeira fase da vacinação, que engloba trabalhadores da área de saúde, idosos com mais de 75 anos e acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência.

O primeiro Idoso a ser vacinado foi o Sr. Manoel Rodrigues, de 75 anos, residente na instituição há 5 anos. É importante lembrar que, apesar da aplicação da 1ª dose, as rigorosas restrições no espaço permanecem em vigor. As medidas de prevenção só deverão ser alteradas quando todos os idosos estiverem completamente imunizados e haver maior segurança para idosos, funcionários e familiares.

Estiveram presentes o Padre João Sá Teles, presidente e interventor do Lar dos Velhinhos, a Secretária Municipal de Saúde, Dra. Roberta Mota, as diretoras do Departamento de Vigilância Epidemiológica, de Imunização, representante da Diretoria Regional de Saúde e o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Mário Júnior.


21 de janeiro de 2021
Bahia

Bahia registra 4.991 casos de Covid-19 nas últimas 24h; total de mortes é de 9.728

Foto: Getty Images

Nas últimas 24 horas, foram registrados 4.991 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,9%) e 4.864 recuperados (+0,9%). Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), dos 549.315 casos confirmados desde o início da pandemia, 529.058 são considerados recuperados, 10.529 encontram-se ativos e 9.728 pessoas foram a óbito. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

De acordo com a Sesab, os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (22,24%). As cidades com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (10.756,27), Itororó (8.944,17), Muniz Ferreira (8.879,01), Conceição do Coité (8.663,60) e Itabuna (8.552,08).

O boletim epidemiológico da secretaria contabiliza ainda 943.352 casos descartados e 136.001 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira (20).

Na Bahia, 38.809 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 31 óbitos que ocorreram em diversas datas. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.


Tags:
21 de janeiro de 2021
Cidades

Servidor público é encontrado morto após ser flagrado com 8,6 mil seringas em Vitória da Conquista

Foto Divulgação

Um homem foi encontrado morto na tarde da última quarta-feira (20), em Vitória da Conquista. Ele tinha acabado de ser preso em flagrante após a polícia apreender 8,6 mil seringas e outros materiais em sua residência. O material teria sido retirado do almoxarifado do Núcleo Regional de Saúde (NRS), onde ele atuava como servidor público.

O homem morreu em uma sela no Distrito Integrado de Segurança Pública (DISEP), enquanto aguardava para ser ser ouvido. Segundo a polícia, ele foi encarcerado sozinho enquanto os policiais prestavam depoimento sobre a ocorrência. Quando o investigador foi buscá-lo, acompanhado de seu advogado, ele foi encontrado morto.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, onde foi declarado o óbito. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado para perícia e remoção do corpo.

Segundo a polícia, o flagrante aconteceu após denúncia sobre o sumiço dos materiais hospitalares do estoque da unidade. O servidor foi apontado como suspeito e as guarnições da 77ª Companhia Independente da Polícia Militar (77ª CIPM) foram até a sua casa. Ele foi visto retirando uma quantidade do material, questionado por colegas, disse que iria levar ao Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC).

No imóvel, os militares encontraram 8,6 mil seringas, distribuídas em 15 caixas com 500 unidades cada, 1 caixa com 800 unidades e mais 370 seringas avulsas, além de 7 caixas de isopor, 2 caixas de luvas descartáveis com 100 unidades cada e 13 caixas de preservativos com 144 unidades.


21 de janeiro de 2021
Caetité

MPF instaura procedimento para acompanhar vacinação contra Covid-19 em Caetité e em municípios da região

Foto Sudoeste Acontece

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um procedimento administrativo para acompanhar a vacinação contra a Covid-19, nos 26 municípios de atribuição da unidade do órgão em Guanambi.

O objetivo é evitar a aplicação de vacina em quem não integra o grupo prioritário da primeira fase e, em caso de inobservância dos critérios, permitir a adoção das medidas judiciais cabíveis.

Na última terça-feira (19), foram enviados ofícios aos prefeitos de Guanambi e Caetité para que divulguem, no prazo de cinco dias, a contar do fim da primeira etapa da vacinação: o quantitativo de vacinas recebido na primeira etapa e a lista das pessoas vacinadas, com a respectiva qualificação e o critério em que se enquadraram para recebimento.

Além desses dois, também vão ser oficiados, nessa quarta-feira, 20, todos os prefeitos dos municípios sob atribuição do MPF em Guanambi. Municípios da área de abrangência do MPF em Guanambi: Botuporã, Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Caturama, Érico Cardoso, Ibiassucê, Ibitiara, Iuiú, Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Novo Horizonte, Palmas de Monte Alto, Paramirim, Pindaí, Rio do Antônio, Rio do Pires, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi.


21 de janeiro de 2021
Bahia

Bahia: reunião com secretários discutem medidas para conter avanço do Covid-19 no Sudoeste e Sul

Foto Divulgação

Com o objetivo de conter o avanço de novos casos do coronavírus (Covid-19) e ampliar o giro-leito nas Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) dos hospitais municipais e contratados, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, se reuniu nesta quarta-feira (20), com seis secretários municipais de saúde das regiões Sul e Sudoeste.

No encontro virtual com secretários de Vitória da Conquista, Guanambi, Barra da Estiva, Jequié, Itabuna e Ilhéus, o titular da pasta estadual da Saúde solicitou um empenho maior dos gestores para reduzir o ritmo de crescimento da Covid-19.

“Nos últimos cinco dias, tivemos um crescimento médio superior a 1% em algumas localidades, o que é preocupante. Além disso, peço um esforço adicional para fiscalizarem suas equipes e reavaliarem o perfil dos pacientes internados nas UTIs, pois há relatos de pessoas que ficam internadas por um tempo maior do que o necessário, impossibilitando que novos pacientes sejam admitidos”, afirma Vilas-Boas.

Atualmente, as regiões Sul e Sudoeste possuem 427 leitos exclusivos para pacientes com o diagnóstico da Covid-19. Destes, 185 são de Terapia Intensiva adulto, com uma taxa de ocupação de 85%.